Série C - Arbitragem vem prejudicando o Botafogo-PB jogo após jogo.

Série C - Arbitragem vem prejudicando o Botafogo-PB jogo após jogo.

SANTA CRUZ-PE 2X3 BOTAFOGO-PB - 19/05/2018 - FOTO: REPRODUÇÃO E.I.

SANTA CRUZ-PE 2X3 BOTAFOGO-PB - 19/05/2018 - FOTO: REPRODUÇÃO E.I.

O Botafogo-PB é o novo líder da Série C do Brasileirão - IMAGEM: EI

O Botafogo-PB é o novo líder da Série C do Brasileirão - IMAGEM: EI

BOTAFOGO 4X0 NÁUTICO - 21/04/2018 - FOTO: REPRODUÇÃO EI

BOTAFOGO 4X0 NÁUTICO - 21/04/2018 - FOTO: REPRODUÇÃO EI

BOTAFOGO BICAMPEÃO PARAIBANO 2018 - FOTO: VERONILSON

BOTAFOGO BICAMPEÃO PARAIBANO 2018 - FOTO: VERONILSON

BOTAFOGO 2X1 TREZE - 25/03/2018 - FOTO: REPRODUÇÃO E.I.

BOTAFOGO 2X1 TREZE - 25/03/2018 - FOTO: REPRODUÇÃO E.I.

domingo, 5 de abril de 2015

Botafogo-PB derrota o Treze (2 a 1) e derruba o último invicto do Campeonato Paraibano, de quebra, assume a liderança isolada da competição estadual.


Treze 1x2 Botafogo-PB - (Foto: Leonardo Silva / Jornal da Paraíba).
Na tarde/noite deste domingo, no Estádio Amigão, em Campina Grande, Botafogo e Treze protagonizaram mais um “clássico tradição” repleto de emoções, desta vez a vitória ficou para o time da capital, que marcou seus gols no primeiro tempo, através de Doda e André Cassaco, já o Treze descontou na etapa complementar, através do Rodrigo Celeste.

Um jogo que teve um tempo para cada equipe, sendo o primeiro dominado pelo Botafogo, e o segundo pertencente aos donos da casa, que por muito pouco não chegaram ao gol de empate.

Para o time do Botafogo, valeu pela garra e superação, ingredientes fundamentais para motivar o Elenco nos próximos compromissos.

Pelo lado do Treze, uma derrota bastante amarga, a primeira nesta edição da competição estadual, principalmente devido ao futebol apresentado pelo time galista na etapa final da partida, entretanto, o Treze permanece na segunda colocação na Tabela de Classificação, com 20 pontos, três a menos que o líder isolado Botafogo, que agora soma 23 pontos conquistados.

O Jogo

O Botafogo começou bem o jogo, indo pra cima do adversário, aos 7’, após uma trama sensacional na entrada da grande área do Treze, o atacante Rafael Oliveira serviu o também atacante André Cassaco, que recebeu na progressão e bateu forte na pelota, para uma defesa parcial do goleiro Paulo Musse, que deu rebote nos pés do meia Doda, que não perdoou e estufou as redes galistas. Botafogo 1x0 Treze.

O time do Treze não estava conseguindo se encontrar em campo, e como o Botafogo não tinha nada a ver com isso, aos 25’, não tomou conhecimento e ampliou o marcador, após uma cobrança de escanteio pelo lado direito com Alex Cazumba, a bola viajou pelo alto e foi desviada, de cabeça, pelo zagueiro Mauro, para se chocar com o travessão, na volta, o atacante André Cassaco dominou no peito e completou para o gol. Botafogo 2x0 Treze. 

Segundo Tempo

O Treze voltou com mais disposição para o segundo tempo, e durante os 10 minutos iniciais foi só pressão em cima do Botafogo, inclusive com a reclamação de uma possível penalidade cometida pelo volante Zaquel do Botafogo, que chutou a bola contra a sua própria mão, dentro da área, lance não assinalado pelo árbitro Pablo Alves.

Entre os 10’ e 20’ da etapa complementar, o time do Botafogo igualou o combate e teve duas grandes oportunidades de ampliar o marcador, através do meia Doda e do atacante Rafael Oliveira, contudo, não obtiveram sucesso em suas respectivas tentativas.

Aos 21’, o Treze diminuiu através do Rodrigo Celeste, após o lateral Panda levantar a bola na área, a pelota sobrou nos pés do Celeste, que chutou rasteiro e deu sorte, porque a bola desviou no calcanhar do zagueiro Roberto Dias do Botafogo e encobriu o goleiro Genivaldo. Botafogo 2x1 Treze.

Daí pra frente, as emoções tomaram conta do “clássico tradição”, com o Treze procurando o empate a todo instante, e o Botafogo procurando administrar o placar que lhe era favorável.

As coisas pioraram para o time do Botafogo após a expulsão do meia Doda, que tomou o primeiro cartão amarelo aos 35’, e outro amarelo seguido do vermelho, aos 39’.

Com um jogador a menos, o treinador Vilar sacou o atacante Rafael Oliveira e promoveu a entrada do lateral Airton, a fim de recompor seu sistema defensivo nos minutos finais.

Na meta Botafoguense, mais uma vez, o goleiro Genivaldo fez valer o apelido de Paredão, com excelentes defesas, que garantiram o resultado positivo para o time estrelado da capital.

O Sr. Pablo Alves ainda concedeu mais quatro minutos de acréscimos ao tempo regulamentar, contudo, o placar não sofreu mais nenhuma alteração. Final, Botafogo 2x1 Treze.

Este resultado derrubou o último invicto desta edição do Campeonato Paraibano, além de isolar o Botafogo na liderança da competição estadual, agora com 23 pontos conquistados, em 11 jogos disputados, com 7 vitórias, 2 empates e 2 derrotas.

O próximo compromisso do Belo está previsto para a próxima quarta-feira (08), às 20h30, no Estádio Almeidão, diante a equipe do Lucena, válido pela 12ª Rodada do Campeonato Paraibano.


Ficha Técnica:

Jogo: Treze 1x2 Botafogo-PB;
Competição: Campeonato Paraibano (1ª Fase – 11ª Rodada);
Local: Estádio Amigão (Campina Grande);
Data: 05/04/2015;
Hora: 16h00;
Público:
Renda: R$
Obs.: Essa partida teve aproximadamente 25 minutos de atraso para o seu início, devido a problemas no ônibus que transportava a Delegação do Botafogo, que inclusive teve que ser substituído, para que a viagem tivesse sequência.


Arbitragem:

Árbitro Central: Pablo Alves (ESP – Mamanguape);
Árbitro Assistente 1:  Oberto Santos (CBF – Santa Rita); 
Árbitro Assistente 2:  Marcio Freire (CBF – Campina Grande);
Quarto Árbitro: Severino Tavares (FPF - Guarabira).


Gols:

Botafogo: Doda (07’ – 1ºT); André Cassaco (25’ – 1ºT);

Treze: Rodrigo Celeste (21’ – 2ºT).

  
Cartões Amarelos:

Botafogo: Mauro (32’ – 1ºT); Genivaldo (11’ – 2ºT); Hércules (15’ – 2ºT); Alex Cazumba (32’ – 2ºT) e Doda (35’ – 2ºT);

Treze: Zotti (07’ – 1ºT); David Modesto (30’ – 1ºT) e Panda (45’ – 2ºT).


Cartão Vermelho: 

Botafogo: Doda (39’ – 2ºT).


Formações:

Botafogo: 1 – Genivaldo; 2 – Gustavo Paraíba; 3 – Mauro (15 – Carlinho Rech – 37’_1ºT); 4 – Roberto Dias; 6 – Alex Cazumba; 5 – Zaquel; 7 – Hércules; 8 – Guto; 10 – Doda; 9 – Rafael Oliveira (16 – Airton – 41’_2ºT) e 11 – André Cassaco (19 – Juninho Cabral – 30’_2ºT). Técnico: Marcelo Vilar.
Treze: 1 – Paulo Musse; 2 – David Modesto; 3 – Alisson Santana; 4 – Tiago Sala; 6 – Panda; 5 – Edimar (20 – Aleff – 42’_2ºT); 7 – Magno; 8 – Rodrigo Celeste; 10 – Zotti (19 – Téssio – 39’_1ºT); 9 – Fabrício Ceará (22 – Conrado – 16’_2ºT) e 11 – Marcelo Maciel. Técnico: Everton Goiano.


Por Fábio Fernandes


Nenhum comentário:

Postar um comentário

TIMEMANIA - APOSTE NO BOTAFOGO-PB COMO O TIME DO CORAÇÃO!


TIMEMANIA - Marque o Botafogo-PB como seu time do coração!!!